ALL ARTS II: ARTE CONTEMPORÂNEA

 

A Andreus Galeria em sua última exposição de 2017,  apresenta seis artistas com trabalhos All Arts II: Arte Contemporânea abstratos e figurativos, introduz nomes estreantes como Rafael Porto e Yra Rabella, apresenta as diversas faces e expressões de Deborah de Brito, o colorido geométrico de Rica Andreus e a elegância abstrata de Isabella César e Regiane Martinez, estes três últimos presentes na Casa Portoro, uma parceria recente e bem sucedida da Andreus Galeria. Deborah De Brito é arquiteta e urbanista (1981-1986) formada pela escola de arquitetura  Professor Edgar Albuquerque Graeff,  escola que ascende do ensino de Belas Artes da antiga universidade católica de Goiás, hoje Escola de Arquitetura e Artes da Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Neste registro, as pinturas de De Brito têm alçado à espontaneidade e à materialidade da tinta como forma de registro de intersubjetividades. 

Isabella César é artista plástica formada pela Unesp, na cidade de Bauru. Fez cursos livres de decoração, paisagismo, técnicas de pintura em madeira entre outros, mas desde  cedo, sabia que passaria grande parte de seu tempo junto das tintas e pincéis. Rafael Porto Zanasi nasceu na cidade de São Paulo, tem 31 anos, autodidata. A arte para Rafael sempre foi uma necessidade de comunicação, expor seus sentimentos e emoções. O artista enxerga na adversidade do cotidiano a beleza das cores e formas. Assim com sua arte, pode extravasar seus sentimentos e ideias. Optou em mesclar diversas tendências, incluindo novidades a cada projeto.

Regiane Martinez é artista plástica, nascida em São Paulo, onde trabalha e reside. Autodidata e apaixonada por arte, participou  ao longo dos anos de vários cursos livres. Estes estudos desmisticaram sua relação com a arte e lhe despertaram uma maior sensibilidade, ampliando suas possibilidades até se deparar com as telas, as quais teve a oportunidade de se dedicar totalmente nos últimos anos.

Rica Andreus é um empresário apaixonado por desenho e arquitetura. Ao longo de sua carreira se envolveu em diferentes áreas de atuação, sempre à frente da área comercial, mas nunca deixou  de lado sua veia artística. Sua criação consiste em uma obra dentro da outra, cada uma complementando  a subsequente, formando uma grande obra.

Yra Rebella tem 30 anos e pinta desde os 19 de maneira predominantemente autodidata. Sua produção artística envolve pinturas, desenhos, poesias e instalações que exploram o campo abstrato-figurativo, esbarrando em surrealismos, e por não se deter a nenhum nome em específico, prefere dizer que é  experimentalista, visto a arte contemporânea, que é híbrida e muitas vezes inespecífica.

30.11.2017 a 22.12.2017