Ivy Soldera

Campinas - SP

Artista plástica, graduada em Artes visuais com licenciatura plena e pós-graduada em Docência na Educação Superior pelo Claretiano; com especialização técnica em pintura a óleo pela Bauhaus. É Fundadora do Soldera Art&Studio onde desenvolve suas criações, ministra cursos e atualmente também se dedica ao projeto de mentoria artística.

Nascida em Campinas-Sp, onde reside atualmente. Iniciou sua carreira em 2012, trabalhando como autônoma e desenvolvendo suas habilidades, mas seu interesse pelas artes plásticas a acompanha desde criança.

A artista iniciou sua carreira como pintora figurativa, até encontrar seu próprio ponto de vista artístico o que a tem levado cada vez mais para a arte contemporânea e abstrata. Atualmente dedica-se a dois projetos em paralelo; são eles o projeto Landscapes – que retrata figurativamente as paisagens, e o seu segundo projeto está atrelado a essa nova visão que lhe toma a expressão de forma mais fragmentada e abstrata, ressaltando as sutilezas cromáticas e os contrastes.

Possui variadas influências, de Willian Turner à pintores contemporâneos. Suas produções são o reflexo de uma artista multifacetada capaz de expressar em cada trabalho a poesia, a vida e seus contrastes. Suas técnicas de pintura se fundamentam no conceito de absorver uma dada perspectiva sob o lugar, posto que a artista vê o mundo de uma maneira muito interessante e compartilha sua visão e conhecimento em sua arte; eternamente apaixonada pela natureza, deixa-se inspirar e conduzir pela mesma.

Seus trabalhos não são mais do que a paisagem retida pelo sentir dos seus sentidos no contemplar a vida sob uma óptica única. Obstinada pelo que de profundo se instaura para além do observar. Faz uso da intuição para mergulhar por baixo de cada superfície e exultar esta essência sentida; o que torna seu trabalho pleno em leveza e romance e lhe confere um ponto de vista único sob as paisagens que lhe são referências. Seu trabalho possui ainda uma característica intrigante, onde a linha do horizonte é vista e entendida pela artista como um marco a se alcançar, para além das possibilidades, almejando captar o significado essencial do horizonte na passada da experiência, onde busca tangibilizar em cores, pinceladas e formas as paisagens que somente seus olhos podem ver. São paisagens mentais e interiores que se somam a tênue forma referencial, carregando um misto de personalidade, memória e criatividade.

A essência de sua inspiração está além das paisagens naturais, se encontra no vasculhar as belezas por traz de um olhar específico. A artista acredita no interior particular de cada lugar, capturando as sutilezas de pensamentos/sentimentos que se incita ao observar, e os transcreve em cores e formas traduzindo-os em paisagens que nos falam.