PENNA PREARO


No trabalho de Penna Prearo, a fotografia não é somente uma maneira de registrar a aparência das coisas e situações cotidianas, mas uma ferramenta para a criação de cenas fictícias que parodiam a realidade.
Suas seqüências lembram fragmentos de narrativas não-lineares e remetem à cultura underground e, por vezes, suburbana da cidade de São Paulo. (trecho da ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017.)

Penna Prearo inicia-se em 1972, autodidata. Em 1978 expõe no 1º Colóquio Latino-Americano de Fotografia, no México e, no ano seguinte, na 1ª Trienal de Fotografia do Museu de Arte Moderna de São Paulo – MAM/SP. Realiza a individual Olho por Olho, no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo – MAC/USP, em 1993. Recebe o prêmio aquisição do J.P. Morgan de Fotografia, em 1999. Participou de diversas mostras coletivas, como Coleção Pirelli/MASP (edição nº 10, 2001), A Subversão dos Meios (Itaú Cultural, São Paulo, 2003),Ordenação e Vertigem (Centro Cultural Banco do Brasil, São Paulo, 2003) e Coletivo Fotográfico (Museu da Imagem e do Som, São Paulo, 2005), e exposições coletivas na Alemanha, Bélgica, Chile, Espanha, Estados Unidos, Holanda, Luxemburgo, México e Finlândia.

http://www.pennaprearo.com.br/wordpress/

Mostrar Mais