Suzana Mendes

São Paulo - SP

Nascida em São Paulo (1977), encontrou-se na fotografia em 2010, iniciando os estudos na Escola Panamericana de Artes de Design, enquanto trabalhava como assistente na Smith Galeria (SP). Três anos depois, abriria estúdio próprio onde hoje se divide entre retratos, fotografia de arquitetura e design de interiores e projetos autorais, desenvolvendo trabalhos com uma estética onírica, delicada e sublime. Participou da exposição coletiva Espelhos e Janelas (2013) com curadoria de Armando Prado, da exposição Blanco y Negro (2017) com curadoria de Juan Esteves e da exposição Projeto Coletivo Galeria 22 (2017). Também esteve presente no Festival Foto Em Pauta Tiradentes (dentro do Ciclo de Projeções) com as séries Womb (2016) e Jardim Secreto (2017) e no Festival InterFoto Itu, com a ocupação do Coletivo FotoAvesso (2017). Foi finalista no Festival Latino-americano de Mobgrafia nas categorias Paisagem e Artes Visuais (2016) e participou da 4ª. edição da Feira Cavalete (2016) e das duas edições da São Paulo Photo Week (2016). Vem se aprofundando na fotografia através de grupos de estudos, cursos no Madalena Centro de Estudos da Imagem e na Pós-Graduação da Fundação Armando Alvares Penteado (Faap). Atualmente, faz parte do time de artistas da Andreus Galeria (SP), onde participou das coletivas Abstrações Urbanas e Contraste e Forma, ambas em 2018. Em Paris, realiza a sua primeira exposição internacional, no Paris College of Art (exposição Bluring the Lines), em novembro de 2018, com a série Jardim Secreto. A mesma série também participa da exposição Bluring the Lines Utrecht (Holanda), em março de 2019, no HKU School of Media. A exposição teve curadoria de Steve Bisson e Lisanne von Happen.